Dicas para a limpeza e energização de pedras

Nessa época de início de ciclos, muitos procuram por um objeto que traga sorte, proteção, ou mesmo algo que materialize um compromisso de mudança, uma espécie de  “marco simbólico” de novos propósitos. Ter um trevinho de quatro folhas na carteira, um carocinho de romã, uma semente da uva da ceia do Ano-Novo. Tudo é válido, desde que não se caia no fanatismo e que não transformemos meios em fins. Objetos não devem ter mais força do que nossos anseios, gestos e vontades de ação concreta.

pedrasUm desses objetos para atrair e manipular boas energias que tem sido cada vez mais comum a utilização são as pedras e cristais. Belos, reluzentes, coloridos, agradáveis ao toque, pedras e cristais são uma delícia de se ter por perto: na bolsa, no bolso, na carteira, na mesa de trabalho, em um acessório. Terapeutas energéticos fazem uso, com sucesso, de pedras e cristais, na revitalização de chacras e na reconstituição das energias vitais de pessoas, animais e ambientes.

Seus significados são variados. Pedras vermelhas, por exemplo, normalmente são empregadas para trabalhos vibracionais ligados à energia sanguínea, a órgãos circulatórios e ao chacra primário. Para as “razões do amor” (paradoxo proposital, aqui), bom mesmo é ter sempre por perto um quartzo rosa ou uma ametista. Meditar com uma delas sobre o coração pode ajudar a encontrar os melhores caminhos naquela relação amorosa cheia de percalços. Mas tudo isso é um vasto assunto e merece um artigo à parte. Meus caros companheiros leitores, caso desejem, posso voltar ao tema, brevemente. É só pedir!  

Para quem já tem as suas pedras ou cristais ou pretende começar a tê-los por perto, aqui vão as dicas de como promover a sua limpeza e energização.


LIMPEZA
Para a limpeza, o método é o mesmo com que “limpamos”  nosso corpo de influências negativas: água e sal grosso. O sal grosso ou cloreto de sódio tem a propriedade de absorver o excesso de elétrons das pedras. Assim, um cristal ou pedra sem limpeza poderá ter um efeito contrário, emanando mais elétrons (carga negativa) para o corpo físico ou para o ambiente. Portanto, se você não tem tempo e disciplina para este tipo de manutenção, é melhor não utilizar pedras ou cristais no corpo ou em seu ambiente. 

Coloque a pedra dentro de um recipiente de vidro, preferencialmente branco ou transparente, contendo água e sal grosso. Deixe de uma noite para o dia seguinte. Retire e lave a pedra em água corrente. Outra forma de limpar suas pedras ou cristal é levá-los ao mar, cachoeira ou rio (de água limpa, é claro!), com uma mínima correnteza. Tome cuidado, nesses casos, para que a atração natural exercida pelo meio sobre esses elementos não faça com que escapulam de suas mãos, levando sua intenção, literalmente, por água abaixo!

 

Para a energização:

AO SOL
Para uma energização que pretende canalizar uma energia mais objetiva, racional, masculina, ou para atuações energéticas em problemas mais físicos, deixe seu cristal ou suas pedras, após terem, sido lavadas e limpos, diretamente na luz do sol, de preferência na parte da manhã, até o meio-dia. 

LUA
Se quiser energizar seu cristal ou suas pedras, com a energia mais feminina, mais intuitiva, ou para atuações energéticas em questões mais sutis, relaxamentos e terapias energéticas, coloque-os diretamente exposto à luz do luar (lua crescente ou cheia, de preferência). 

SOL/LUA
Coloque seu cristal ou suas pedras expostos à luz do luar, durante toda à noite e, depois, ao Sol, até o meio-dia. É um tipo de energização bastante forte, principalmente para quem pretende utilizar as suas pedras em diferentes situações.

TEMPESTADE
Outra forma poderosa de energizar seu cristal ou suas pedras é esperar a formação de uma tempestade, com bastante vento, chuva, raios e trovões e colocá-los expostos a essa energia.  

ENERGIZAÇÃO COM AS MÃOS:
Coloque seu cristal ou suas pedras entre as duas mãos e gire-os até esquentar, mentalizando passagem de energia de suas mãos para eles. Se você é reikiano, acione o símbolo 01 e aplique Reiki diretamente sobre o cristal ou pedra. A “contra-indicação” para a energização com as mãos são os períodos em que você estiver sob estresse, raiva, mágoa ou profundo cansaço, já que pode impregnar o campo energético dos objetos com essa vibração.
 

Você pode, também, energizar a água potável com cristais ou pedras, colocando água mineral sem gás num recipiente de vidro transparente com alguns cristais ou pedras, bem lavadas. Deixe no sol da manhã por um mínimo de quatro horas, e depois conserve em temperatura ambiente, cobrindo o recipiente com um pires. Beba um ou dois copos por dia. Essa água energizada pode ser colocada no seu filtro ou no seu recipiente de água mineral. 

Em todos os casos, após um tempo de manuseio, ou quando suas pedras forem manuseadas por alguém que você tenha a “intuição” de que provocaram nelas desequilíbrio energético, refaça a limpeza e a energização. Para quem atua com pedras e cristais em terapias, a manutenção deve ser semanal, pelo mesmo processo, mas somente uma hora de molho em sal grosso é o suficiente. Pessoas que saibam lidar com pêndulos podem checar o estado energético das pedras e cristais com o auxílio do movimento pendular.

 

Uma observação importante e necessária: a turmalina negra e a pirita não devem ser lavadas. Escove-as com uma escova virgem e coloque-as ao Sol.

Related Posts with Thumbnails

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *