Impressões do encontro celebrativo da Primavera

Contribuição: Rita da Glória Correa (*)

Encantamento!

Penso que foi este sentimento que me ocupou por inteira ao ser recebida pela nossa anfitriã, Rosângela, no dia do Vôo da Pena para sua casa, dia 25 último.
Uma varanda florida e repleta de samambaias incomuns, uma sala com vontade de entrar, sentar e relaxar, e um quintal com a dose certa de cuidados nos esperava para um encontro de amigos.
Ah, e o Greg, o papagaio, este não poderia se esquecido.
Juntou-se a isto a chegada dos outros zenitudianos coloridos, feito pássaros em revoada numa tarde alegre de sol…
Lá estávamos eu, Ney, Reginaldo, Márcia, Leandro, Mônica, Marina e sua filha Kaena, Maura e Ana Paula,Rosângela (lógico!), Zoraide e Marina, conhecida da Márcia. Mais uma vez éramos treze pessoas!

E fomos nos arrumando – colocando os colares coloridos lembrando a estação das flores e arrumando os quitutes,que foram aos poucos devorados tendo em vista o avançado da hora para um lanche que deveria ser frugal rsrs.

A tarde foi se esvaindo, as estrelas aparecendo, e até a lua se fez presente nos honrando com seu brilho e inspiração. As músicas primaveris, organizadas pelo Ney, enchiam o ambiente de contentamento por estarmos ali,
naquele clima de união e festa, colorido, e todos irmanados de uma magia sem igual…

Rosângela, transparecendo seu jeito simples e sincero, nos deixou bem a vontade, colocando seu “cantinho” a nossa disposição, numa prestimosidade sem igual. Até plantas alguns levaram para casa, quase “depenando” os canteiros no quintal!
Ney e Reginaldo fizeram dinâmicas de grupo onde cada um dos presentes recebeu, gentilmente, mudas de flores – inclusive com vaso para plantar – serviço completo o destes dois!

Na hora da roda, mensagem linda se fez ouvir pelo Ney, do amigo espiritual Ariel, sempre presente em nossos encontros zenitudianos.

Durante todo o tempo sentia um clima de magia no ar, algo inexplicavelmente bom e prazeroso – seja na noite de lua cheia, nas roupas e colares propositalmente coloridos, ou pelo próprio sentimento de irmandade que nos unia ou, ainda, pelo prazer de estarmos ali entre amigos…

Só quero deixar aqui os meus agradecimentos aos Ney e Reginaldo, por estarem à frente deste caminho, e à Rosângela, pela acolhida em seu espaço tão meticulosamente preparado para nos receber.

Related Posts with Thumbnails

Autor: Ney Mourão

Ney Mourão é jornalista e educador. Especialista em Educação a Distância. Poeta; autor do livro "Notas Dispersas pelas Paredes" (Editora Autêntica). Interessado em PESSOAS, tem formação em Terapias Holísticas (Reiki, Shiatsu, Reflexologia Podal, Florais de Bach, Aromaterapia). Em seus atendimentos, prefere dizer que acalenta almas para que estejam bem em seus corpos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *