Mel: “antibiótico” natural!

Uma doce notícia, pra se lambuzar de prazer e saúde. Vale até entrar aqui no site e enviar suas dicas de utilização do mel. Que tal a ideia?

A notícia é a seguinte: cientistas da Universidade de Amsterdã comprovaram a ação antibacteriana do mel, além de demonstrar que ele neutraliza bactérias resistentes a antibióticos, como Staphylococcus aureus e E. coli.

Foram estudados cerca de 1400 pacientes, que apresentaram visível melhora nos quadros clínicos e um aumento expressivo da taxa de imunidade. Além da comprovação junto aos indivíduos testados, os cientistas conseguiram isolar a substância que, no mel, tem essa propriedade. O nome dela é defensin-1. Uma proteína presente no organismo das abelhas. Por ser uma substância orgânica, não tem a toxidade de medicamentos sintéticos e pode ser utilizada em maior quantidade para tratar infecções – inclusive as causadas por bactérias resistentes.

No entanto, o mel sozinho tem baixa eficácia, já que a defensin-1 não está isolada e concentrada. Além disso, é preciso saber a qualidade do mel. Quanto mais puro, mais defensin-1.

A descoberta, publicada na revista da Federação das Sociedades Americanas para Biologia Experimental, é muito importante, ainda que não se saiba exatamente qual o mecanismo de ação da substância. Enquanto os estudos avançam, no entanto, vale a pena introduzir o mel na alimentação diária. Um preventivo eficaz contra infecções, sem contra-indicações, saboroso e nutritivo.

Related Posts with Thumbnails

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *