Passagem de ano

(Por Ana Paula Oliveira)

2010 está trocando de roupa. Virando a página, mudando o passo.

Um novo tempo, apesar disso tudo. Uma nova jornada, apesar de ser continuação da anterior. Pensamentos velhos em conflito com os novos, a casa pedindo um reparo, o coração pedindo descanso. O choro vem, o sorriso invade e… 01 de janeiro do novo ano. Ao acordar, nos deparamos com a realidade, crua e pronta para ser enfrentada, porque é assim que nossa caminhada segue.

Se não der tempo, o ano troca de roupa de 365 em 365 dias. É só trocar a sua junto com ele e continuar. Cansado, triste ou feliz ou radiante ou mesmo duvidoso do porvir. Mas… continuar. O trem pára na estação muito pouco tempo e vai ligeiro para seu destino. Não fica a esperar.

Eu também quero uma casinha branca de varanda no pé da serra, com o córrego brejeiro passando no fundo, o balanço no pé de manga e o café saindo quentinho do bule às três da tarde, acompanhado de broa de fubá. Eu também quero entrar no primeiro buzão que passar e sumir com ele pelas estradas. De repente, ser que nem o Gasparzinho e… pluft, desaparecer no ar.

Mas sou apenas eu, um ser humano em crescimento (que dói dói dói ). Que bom! Não parei no tempo da vida, ainda estou na luta sem fugir da raia da sabe lá o que. Que bom que estou viva aos trancos e barrancos que nem criado-mudo despencando pelo chão a esparramar toda uma história. Mas que está em ação. Posso ter a casinha branca nem que seja em sonho, pegar o ônibus, o avião (que chique!), o trem ou o metrô e sair desse lugar. Sair de perto da ingratidão e mediocridade sem ser percebida que nem o fantasminha camarada. Fazer um café quentinho, com broa de fubá na cozinha de casa mesmo às três da tarde e pensar: obrigada, meu Deus, pois estou viva.

Hum…que delícia!

Related Posts with Thumbnails

Autor: Ney Mourão

Ney Mourão é jornalista e educador. Especialista em Educação a Distância. Poeta; autor do livro "Notas Dispersas pelas Paredes" (Editora Autêntica). Interessado em PESSOAS, tem formação em Terapias Holísticas (Reiki, Shiatsu, Reflexologia Podal, Florais de Bach, Aromaterapia). Em seus atendimentos, prefere dizer que acalenta almas para que estejam bem em seus corpos.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *