Respeitar o espaço do outro não é abandoná-lo

Em qualquer de nossas relações sociais, um cuidado importante que devemos ter é não confundir respeito ao espaço do outro com abandono. Aparentemente, são duas coisas muito diferentes. Mas, na prática, são muito parecidas e com efeitos totalmente contrários.

Quando um amigo distancia-se de nós, por exemplo, devemos correr atrás, questioná-lo sobre o sumiço ou deixar como está, para não corrermos o risco de sermos invasivos?

Há aqueles que preferem “ficar na sua” e, com a intenção de respeitar o espaço do outro, deixam as coisas como estão. Penso que é um erro gravíssimo. Uma verdadeira relação de amizade é feita de companheirismo e entendimento. Muitas vezes, quando um amigo distancia-se, aparentemente sem motivos, pode ser exatamente o momento em que ele mais precisa de você! Existem pessoas que não conseguem pedir ajuda. Que, ao se depararem com algumas situações, isolam-se.

Acredito que respeitar o espaço do outro, em momentos como o acima, é você mostrar para o seu amigo que você está por perto e que ele pode contar com você para o que for preciso. Talvez, seu amigo realmente vá preferir ficar distante, curtindo o problema dele. Mas, saber que você preocupa-se com ele e que está “ligado nele” será muito reconfortante. Tenha certeza disso! Mesmo que, aparentemente, ele não demonstre que ficou feliz com sua preocupação ou diga que está tudo bem (e você perceba que é mentira), saiba que sua re-aproximação é importante para o sucesso dele!

Abandonar é deixar como está, sem aproximar-se. Respeitar o espaço é manter-se distante, porém observando cada passo do outro, dando sinais a ele de que você está ali, aguardando-o para quando precisar.

Se você vivenciar uma situação semelhante, seja com um amigo, familiar, namorado(a), esposo(a) ou até mesmo um conhecido, não o abandone. Em algumas situações, mostrar que está por perto pode ser apenas mandar um e-mail dizendo “Olá, como vai? Se precisar, estou aqui”.

Vivemos uma época em que a correria de nosso dia-a-dia tende a afastar-nos cada vez mais das pessoas. É importante estarmos atentos e não deixar que isto aconteça. Programe-se! Coloque em sua agenda lembretes para ligar para seus amigos mais distantes. Cuide deles como um vendedor cuida de sua carteira de clientes. Agende dias para ligar para eles. Coloque como meta fazer contato, em prazos determinados. E, também, sempre que lembrar-se de um deles, mostre a eles o quanto são importantes para você. É muito bom saber que alguém gosta da gente. E ouvir, ou ler isso, é melhor ainda.

Related Posts with Thumbnails

Autor: Reginaldo Rosa

publicitário de profissão, amigo de coração. Um geminiano de olhares e ouvidos sempre atentos e abertos ao outro. Acredita no respeito e na diversidade de ideias como um princípio universal. Rekiano, Kardecista, com coração e mentes abertos para toda religião ou doutrina que possa contribuir para o desenvolvimento espiritual. Espera que, em 2010, o conceito Zenitude atinja mais e mais pessoas fortalecendo esta corrente que está só começando.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *