Avós…

Os avós são diferentes, muito diferentes dos pais.
Não são melhores nem piores, mas diferentes.
Pais e mães são nascimento. Avós são boas-vindas.
Pais são trilha e caminho. Avós são paisagens!
Pais são aula, aprendizado, ensinamento. Avós são recreio.
Pais são alimento, nutrição. Avós são merenda.
Pais são alegria e sorriso. Avós são cócegas, gargalhada!
Pais são cores na tela. Avós são inspiração para a pintura.
Pais são lembranças para a vida toda. Avós são saudades que nos levam pelas mãos.
Pais são céu azul. Avós são brincadeira de ver animaizinhos nas nuvens.
Pais são responsabilidade. Avós são o afrouxar da gravata ao fim do dia.
Pais são a primeira lição. Avós, a reflexão.
Pais são o primeiro presente. Avós são o dia bom de fazer grandes laços de fita.
Pais são carinho, ternura. Avós, um colo imenso e fofo de dar gosto.
Pais são aprender a arrumar a casa. Avós são o dia todo pra brincar de caça ao tesouro, tirando tudo do lugar.
Pais são arroz, feijão, batatinha, salada, tutu. Avós são pudim de leite com calda escorrendo.
Pais são a mão que segura na mão, para as primeiras letras. Avós são poesia.
Pais são canção. Avós? Ah! Avós são as teclas de um piano ecoando na sala.
Pais são olhar atento e cuidadoso. Avós são a visão da alma.
Pais são histórias. Avós são a reinvenção dos enredos.
Pais são pais. Avós são tudo o que eles são, com direito a tudo em dobro! 

Um abraço grande a todos os avós em seu dia!

Ney Mourão