Em fevereiro: caminhada e reflexão sobre a “vida a dois”!

A Rede Social Zenitude realiza, em todo terceiro domingo da cada mês, uma “caminhada energética”. O objetivo é a promoção da saúde integral, trazendo bem-estar físico (exercícios, alimentação saudável e contato com a natureza), mental (convívio com pessoas e em lugares de destacada beleza), espiritual (realização de vivências e reflexões de caráter espiritual) e emocional (contemplação, técnicas meditativas, vivências e dinâmicas de grupo).

As nossas caminhadas energéticas prometem ficar cada vez melhores! Em 2011, sempre que possível, abordaremos, em cada uma, um tema específico, relacionado aos valores da Rede Social Zenitude. Bem-estar para o corpo e conhecimento para a mente e a alma, em um só momento.

Saiba, abaixo, os detalhes da caminhada de fevereiro:
 
Coordenação e motivação:  Ana Paula Oliveira e Maura Oliveira.
Local: Parque das Mangabeiras – Belo Horizonte/MG.
Horário de concentração para saída: 08:30 horas.
Local de saída: a definir.
Horário de sintonia vibracional (meditação e oração ecumênica, em prol de pessoas e causas sociais): 12 horas (horário de Brasília).
Piquenique solidário (alimentação vegetariana, cooperativa): 14 horas.
Retorno: Logo após o piquenique.

Tema do mês: “Vida a dois – O essencial e o vital para a construção de uma parceria em zenitude e harmonia”.Facilitadores convidados: Shirley Cássia Teixeira do Nascimento e Maurício Villares do Nascimento. Coordenadores de Encontros de Casais e Vivências de Casais na Pastoral da Igreja da Pompeia/Belo Horizonte e em outros grupos sociais.  

 

Metodologia da atividade: bate-papo, vivência e reflexões, despertando e trazendo à tona emoções, experiências e relatos do grupo. 

Venha! A participação é aberta a todos que se interessem pelo assunto. Anote na agenda. Divulgue! Convide os amigos! Vamos fazer desse momento um encontro especial! E, mesmo que você não queira participar da caminhada (sempre leve, sem grande esforço!), fique atento, aqui no site, para a divulgação do horário e local, no Parque, do bate-papo sobre o tema.

(Informações: 3421-8102) 

Boletim 2011 – O que vem por aí/01 – Caminhadas energéticas

Até meados de janeiro, em matéria de ações presenciais, a Rede de Amigos Zenitude estará assim:
Literalmente, “na rede”!

… De pernas para o ar, relaxando e recarregando as energias e, claro, alimentando uma saudade boa e gostosa bem ali, do lado esquerdo do peito, no chakra cardíaco. 😉
Claro que continuaremos por aqui, na “rede virtual”, em nossa lista de diálogo, Twitter e no site, pois o que a gente gosta mesmo é de se encontrar, nem que seja nas ondas virtuais.

Caminhadas energéticas
Mas para que você já vá se planejando, em 2011, retornaremos com as nossas caminhadas energéticas, que continuarão acontecendo sempre aos terceiros domingos de cada mês (salvo quando tivermos feriadões ou atividades especiais, quando faremos as devidas alterações, com antecedência).

O objetivo dessas caminhadas é a promoção do lazer e da saúde integral, colocando os membros da Rede Zenitude em contato com locais junto à natureza ou rodeados de arte, cultura e relaxamento. Durante o III Encontro Celebrando, que aconteceu em novembro/2010, uma das pautas de discussão foi, justamente, as caminhadas energéticas, que passam a ter algumas novidades. Vamos a elas:

1. A partir de agora, em cada mês, as caminhadas terão um “aZENte motivador”. Este agente motivacional, voluntário a cada mês, se incumbirá de, junto com os demais do grupo, indicar um local para o passeio, pesquisar as vantagens e atrativos da localidade e estar presente na caminhada. Com grande alegria, já temos “aZENtes motivadores” para os quatro primeiros meses do ano. Isso é que é eficiência no planejamento, que merece aplausos. Já temos os cinco primeiros meses com pessoas defininidas. Relembrando:
– Janeiro – Dia 16 – Ana Paula Oliveira e Maura Oliveira
– Fevereiro – Dia 20 – Rosângela Rocha
– Março – Dia 20 – Márcia Leão
– Abril – Dia 17 – Valéria Marx
– Maio (data ainda a ser definida – essa caminhada promete surpresas!) – Ricardo Quaresma, Eni Quaresma e Daniel Quaresma.
 
Se já houver voluntários para os demais meses, podem se apresentar. E vale a mesma regra de sempre: não quer dizer que o pessoal aí de cima vá trabalhar sozinho. Eles são apenas os motivadores, as “chamas” que irão nos iluminar. Sugestões e auxílio de todos serão bem-vindos, inclusive de vocês, que nos leem em cidades distantes de Belo Horizonte. Quem sabe, uma hora dessas não fazemos as malas e embarcamos para um lugar “tão-tão distante”? 😉
 
2. Procuraremos fazer mais caminhadas em locais mais próximos a BH, intercaladas com os locais mais distantes, para oportunizar que todos consigam estar no maior número de passeios possível.
 
3. Sempre que conseguirmos parcerias, teremos, nas caminhadas, um momento de formação – um diálogo sobre qualquer um dos valores da Rede, com um especialista convidado ou com alguém do próprio grupo que possa nos “brindar” com seus conhecimentos. Por exemplo, em um momento da caminhada, poderíamos ter uma sessão de relaxamento, uma vivência dirigida ao ar livre ou um pequeno diálogo sobre o cuidado com o corpo. Se tiverem sugestões e convidados, podem nos enviar! 

É isso! Como veem, estamos “na rede”, mas com a cabecinha nas estrelas! Aguardem nossos próximos “Boletins 2011”!   

 

Caminhando, cantando e redescobrindo valores

Uma das contribuições da Rede Zenitude para meu dia-a-dia foi o gosto pelas caminhadas em meio à natureza. Até há bem pouco tempo, caminhar alguns quilômetros, sentindo o ar puro e a energia da natureza, estava fora de cogitação. Hoje, as caminhadas energéticas são para mim uma fonte de revitalização. No dia 18 de julho, nossas energias foram recarregadas, em um local muito agradável, chamado Parque Pedagógico Quinta dos Cristais. O local foi selecionado a partir de pesquisas na internet e acreditávamos que ninguém do grupo o conhecia. Chegando lá, uma agradável surpresa. Eu, Ney Mourão e Rosângela Rocha já havíamos estado lá, porém usufruindo apenas do restaurante, um local agradabilíssimo onde se come folha de assa-peixe frita à milanesa, como se estivesse comendo um peixe frito. Isto mesmo, o gosto é muito parecido. Vale a pena conferir.

Ao chegarmos ao parque, fomos muito bem recebidos pelo proprietário, que nos relatou sua experiência com o local, declamou belos poemas e ainda participou da oração de preparação para a caminhada. Caminhamos alguns quilômetros, sendo grande parte em região íngrime, porém de acesso relativamente fácil. O sol nos presenteava com momentos de brilho e calor intenso alternados com momentos nublados e de agradável frescor.

Ao final da trilha, uma visão estonteante. No ponto mais alto do parque, uma pirâmide convidava-nos ao descanso. Dentro da pirâmide, podemos ter uma visão em 360 graus da região. Imersos na beleza e na paz que o momento nos proporcionou, iniciamos nossa preparação para a sintonização energética, ao meio-dia, com os demais membros da Rede presentes em outros locais. Embalados por belos cânticos, formamos o círculo de mentalização e, emocionados, entramos em sintonia com planos superiores. Belas palavras e importantes ensinamentos chegaram até nós, dos quais destaco dois: “o mal tem força, mas só o bem tem poder” e “orai e vigiai, mas antes de tudo vigiai”.

As palavras nos deram ciência de que estamos em um caminho sem volta onde cada um, a cada encontro, adquire mais conhecimento e responsabilidades. Ouvimos que este conhecimento torna-se de cada um e por mais que ele não seja utilizado, não há como se desfazer dele. Seria como uma mochila que carregamos e que iremos levar sempre conosco, utilizando ou não. Nesta óptica, não utilizar torna-se irracional, pois é um bem que podemos causar a nós e aos outros. Ouvimos, também, que a natureza busca o equilíbrio e a existência do mal faz parte desta busca. No entanto, o mal possui uma determinada força, porém não possui o poder. Quando a força do mal sobrepõe-se, é sinal de que estamos dando poder a ela, de forma inconsciente, é claro! Percebemos, aí, o quanto é importante o ensinamento sobre a necessidade de vigiar, constantemente. É preciso que estejamos atentos aos nossos atos, nossos pensamentos, nossas vibrações. Nós, humanidade, estamos com a faca e o queijo nas mãos. Basta sabermos cortar.

Após a sintonização energética, fizemos um breve lanche, seguido de uma sessão de fotos. No retorno, alegria e descontração, rumo ao piquenique final. Regressamos para Belo Horizonte às 16 horas, refeitos energeticamente e, principalmente, satisfeitos, por termos dados nossa contribuição para a busca do equilíbrio vibracional do planeta.