Feliz Dia das Mães!


Quisera falar de carinho e ternura,
em uma linguagem que todos os corações entendessem.
Quisera explicar o afeto e a brandura
em palavras tão simples que dispensasse legendas.
Quisera transmitir a todos, pelo mundo afora,
a crença na esperança que, como fonte, jorra e aflora.
Quisera, sim, ser capaz de evidenciar
os verbos sinônimos do amar
em uma canção universal e bela
que qualquer ser fosse capaz de escutar.
Quisera ser capaz de encontrar a síntese da expressão
da entrega incondicional
da doação irrestrita
da aceitação sem barreiras.
Quisera ser capaz de falar à alma dos homens
e dizer-lhes de seres capazes de renunciar aos próprios sonhos
para dedicar-se às esperanças de outro,
sem nada pedir
sem nada exigir.
Na impossibilidade de tanto,
optei apenas por dizer uma palavra
um vocábulo apenas
onde cabe tudo isso e mais tudo aquilo
que as palavras não conseguem expressar.
Sentimentos que povoam a alma
e acalentam o espírito.
Uma palavra: MÃE!

A todas as mães, um dia feliz. Que as palavras ditas hoje sejam verdadeiras. Que as não ditas sejam compreendidas pelo olhar, pelo toque, pelo abraço…
Aos filho, um colo eterno de mãe em seus corações…

Ney Mourão
08/05/2011