Celebremos a energia da família


 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 


Bom dia, meus queridos amigos!!!

Estamos nos preparando para mais um retiro semestral, que será realizado no próximo final de semana, quando estaremos “Celebrando a Energia da Família”. Desde maio, quando realizamos o último retiro, o tema família vem sendo discutido em nossos eventos presenciais (Voos da Pena e nos passeios energéticos) e em nossa lista de e-mails. O tema família se apresenta como uma continuidade de um estudo que nos é oferecido desde o início do grupo, em novembro de 2009. Na época, durante o “Celebrando a Energia da Vida”, aprendemos que tudo em nosso meio é energia e que temos ferramentas para que esta energia se mantenha positiva e ao nosso favor. Aprendemos que notícia ruim é carregada de energia negativa e que selecionar o que ver na TV é uma das maneiras de nos mantermos bem. Aprendemos, também, que um sorriso sincero de bom dia despeja uma imensa carga energética positiva em quem recebe o sorriso e também em quem sorri. Vimos que, estando sintonizados com a energia Divina, podemos atuar positivamente até mesmo na vida daqueles que estão distantes de nós. Para a energia da vida não há distâncias.

Em nosso segundo encontro, realizado em maio de 2010, “Celebrando a Energia do Cuidado”, nos baseamos em um estudo do teólogo Leonardo Boff para conhecermos as várias dimensões do Cuidado na vida pessoal, social e planetária. Aprendemos como cuidar para que estejamos energeticamente bem conosco, com o outro e com a natureza de forma geral.

“Celebrando a Energia da Música”
foi o tema apresentado no mês de novembro de 2010, momento em que experienciamos sensações maravilhosas do poder da música em nossas vidas. Conhecemos diversas aplicações da energia da música para manutenção do equilíbrio físico, mental e espiritual. Da mesma forma, identificamos momentos em que a música favorece o desequilíbrio e a desconexão com o Divino. São exemplos, músicas cujas letras favorecem a vida desregrada, incentivando o desrespeito ao outro ou a si mesmo.

Em maio de 2011, nosso retiro esteve repleto de criaturas celestiais:  arcanjos, querubins e serafins estiveram conosco “Celebrando a Energia dos Anjos”. Aprendemos que estes seres estão à nossa volta e em outros planos intercedendo para que tudo aconteça da melhor maneira possível. Aliando o conhecimento adquirido anteriormente à novidade que nos foi apresentada, percebemos que eles podem nos ajudar a CUIDAR  e manter o equilíbrio energético do Planeta e que podemos, inclusive, invocar a proteção deles fazendo uso da boa MÚSICA.

Agora, nos dias 18, 19 e 20 de novembro, estaremos reunidos “Celebrando a Energia da Família”. Veremos a importância das formações familiares durante a história do mundo. Como estas formações evoluíram até os dias atuais e como elas ainda possuem um papel fundamental na formação psíquica do indivíduo. Em nosso estudo preparatório temos percebido a família como uma possível blindagem contra forças desestruturadoras. Temos compreendido que a formação familiar é um recurso Divino que favorece nosso crescimento espiritual e nosso auto-conhecimento. Somos colocados em contato com pessoas que muitas vezes pensam e agem diferente de nós. Aquele irmão que nos incomoda por seu modo de agir, um filho que não nos obedece como gostaríamos, a esposa ou o marido que não nos compreende ou não nos ama como gostaríamos são exemplos de situações que Deus nos oferece para que cheguemos ao fim da vida equilibrados energeticamente e mais evoluídos. Deus nunca nos oferece desafios superiores aos recursos que temos disponíveis!

Em nosso estudo, teremos a oportunidade de ampliar nossa visão a respeito de Família, a partir da mensagem que Jesus nos trouxe de que somos todos irmãos. Veremos o termo família como a denominação de um agrupamento de seres com objetivos comuns. Sob esta perspectiva, descobrimos que somos uma grande família formada por pequenas famílias: a família das pessoas que moram em nossa rua, do nosso bairro, da nossa cidade, estado, país, planeta e do Universo. Se “Há muitas moradas na Casa de meu Pai”, como Jesus nos afirmou, em cada uma destas moradas também há um nosso irmão. Sem nos esquecermos, ainda, de outros membros de nossas famílias como os animais, as plantas, os minerais…

Partindo deste princípio, podemos começar a nos preparar para o grande desafio de reconhecer a Família Universal, reconhecendo os pequenos agrupamentos familiares de que fazemos parte e neles EXERCENDO A ENERGIA DO CUIDADO. Cuidando para que a criança que permanece no sinal de trânsito tenha um futuro melhor. Descobrindo formas de manter o filho da empregada longe do perigo e da tentação das drogas. Vendo o problema do outro como parte de um problema do todo e se sentindo co-responsável pela solução.
Sabemos que a proposta não é nada fácil. Como diz um palestrante de uma formação religiosa de que faço parte, quando nos preparamos para um estudo ou uma palestra, somos os primeiros a tomar conhecimento da informação e por isto nossa responsabilidade se torna ainda maior. Quando fazemos uma palestra, uma apresentação para uma plateia, os primeiros ouvidos a ouvir nossa fala são os nossos e, mais uma vez, somos chamados à responsabilidade em primeira mão.

Que a ENERGIA DA VIDA, a ENERGIA DO CUIDADO, a ENERGIA DA MÚSICA e a ENERGIA DOS ANJOS nos fortaleçam para fazer deste encontro mais um momento mágico. Que a energia gerada a partir dele alcance diversos corações em todo o Universo. Que possamos contribuir para o sucesso do momento especial pelo qual a Terra vem passando, no qual, a cada dia, iremos nos distanciar mais das energias negativas.

Retiro vivencial com reflexões sobre a FAMÍLIA! Participe!

Nos dias 18,19 e 20 de novembro, a Rede Zenitude realizará um Retiro Vivencial ”, com o tema “Celebrando e Vivenciando a Energia da FAMÍLA”.


A qual família você pertence? Ao ouvir essa pergunta, de imediato, pensamos naquelas pessoas com quem compartilhamos os laços sanguíneos e um sobrenome. Base importante de todas as nossas futuras relações entre outros seres e com o mundo, esta família representa nossa maior referência, em termos de amor e compartilhamento. Pertencemos, ainda, a outras “famílias”, no decorrer da vida: a família da rua e do bairro onde moramos, a família de nossa escola, de nossa cidade, de nosso estado. Posturas e exercícios de cidadão são vivenciados na família da Nação a que pertencemos. Grandes aprendizados existenciais nos envolvem, na imensa família planetária humana.  São estas reflexões que nortearão as atividades no V Retiro Vivencial da Rede Zenitude.

Exposições dialogadas, meditação, técnicas de harmonização corporal e mental, em meio à natureza, já são a marca registrada de nossas atividades.

O Retiro acontecerá no Instituto Renascer da Consciência, lugar de rara beleza e elevada preparação vibratória, em Ravena, distrito de Sabará/MG. O valor para os três dias, incluindo todas as alimentações e hospedagem, é de apenas R$ 200,00. Os interessados em participar devem enviar email para neymourao@neymourao.com.br ou ligar no telefone (31) 3421-8102.

Celebrando a Energia dos Anjos – Mais do que treze momentos para lembrar!

 

(Veja, aqui, fotos do IV Retiro Vivencial – “Celebrando a Energia dos Anjos”)
(Assista ao vídeo-recordação do Retiro)

Treze! Há muito tempo, na região da Provença, os festejos natalinos eram celebrados com treze sobremesas. Na Romênia, a data era lembrada com treze pratos de peixe à mesa.

Para os cristãos católicos, o número tem um marco importante: por ocasião do Concílio Vaticano II, o famoso Schéma XIII foi considerado um dos documentos determinantes, que marcou a entrada da Igreja em uma nova era, “a passagem para um outro plano”, voltado para as preocupações com a transcendência e o alcance de uma consciência mais profunda.

Na Numerologia, o número13 sugere a morte da matéria e o nascimento do espírito, a passagem para um plano superior de existência. O número treze representa a transformação. O treze, reduzido à sua soma quatro (1 + 3 = 4),  mostra um trabalho evolutivo. No Tarô, é temido por alguns como o número da morte. No entanto, é preciso compreender que ele a representa, mas não no sentido comum, físico. A morte é uma simples alteração, necessária para um início inspirador, uma nova tomada de consciência. Quando nascemos nesta vida, morremos num outro nível de existência. Quando nos formamos, morremos como estudante e nascemos como profissional. No casamento, cada um morre como entidade isolada para renascer como dupla. Transformação é a palavra-chave do treze.

Havia doze discípulos, e Jesus era o décimo terceiro. Há doze signos no zodíaco, com o Sol no centro. O número 13 é sagrado, assim como quaisquer de seus múltiplos. Identifica um iniciado ou alguém que renasceu através dos poderes mentais da transmutação. O número 13 é preservado nas medidas da Grande Pirâmide.

Representa um momento e não um processo. É o ponto entre o antes e o depois, o momento exato do corte e da transformação. Nos passos da iniciação, é a morte do ego dando lugar a um outro ser. Destrói-se a personalidade para recriá-la sob um novo aspecto: a comunhão com o ego universal.  Acima de tudo, o treze é capaz de provocar mudanças pacíficas, que poderão melhorar os padrões de vida do mundo. Os cortes são necessários para que se possa colher os frutos maduros.

Os astecas acreditavam em treze céus e sua semana tinha treze dias. E o calendário maia, também chamado Calendário do Novo Tempo ou Calendário da Paz, é composto por treze luas, cada uma de vinte e oito dias.

Para a Rede Zenitude, treze tem sido um número especial. Em nossos quatro retiros vivenciais, tivemos sempre 13 pessoas presentes! E é bastante comum que nossos momentos mais marcantes e repletos de energia aconteçam com 13 pessoas reunidas.

Foi assim, mais uma vez, em maio, no Retiro Vivencial cujo tema foi “Celebrando a Energia dos Anjos”. Um encontro mágico, renovador. Nele, vivenciamos a força poderosa dos anjos, sua inspiração e sua orientação para o louvor ao Criador como razão de estarmos vivenciando nossa trajetória humana.

Desde o primeiro rito de chegada, quando, caminhando sobre uma trilha que lembrava o céu e as nuvens, ao som de um saxofone tocado com as mãos e a alma pelo talentoso João Pedro Quaresma – com certeza, inspirado por anjos -, tivemos o primeiro encontro com os anjos de cada um dos presentes. Ali, sob a música acolhedora e um luz suave, lemos as mensagens que pareciam ter vindo direto das esferas angelicais para os nossos corações. Lua e estrelas ajudaram a compor o cenário, no ambiente deslumbrante, uma natureza que, todos os dias, nos ajuda a lembrar a dádiva da Fonte Divina da qual fazemos parte. Antes da paz do recolhimento, um filme com uma mensagem iluminada e o jantar, feito por Neusa, nossa nova amiga, enviada pelos anjos, de quem não pretendemos largar mais. Lá, lá pelos lados dos céus, com certeza, os banquetes divinos, inundados de carinho, devem ter o sabor dos temperos de Neusa!

E assim foi, momento a momento. Momento de ser criança e descobrir, em um pique-esconde com os anjinhos, que somos todos uma só família: a grande família cósmica universal. Um preparativo para o V Retiro Vivencial, quando o tema será, justamente, “Família”. Momento de aprender, refletir e dialogar, com a palestra de rico conteúdo de Ricardo Quaresma Chaves, abordando o tema dos anjos na visão evangélica e um apanhado histórico e antropológico, com Ney Mourão, esse redator que agora lhes relata nesse texto. E


E assim fomos, treze à mesa, saboreando o fruto de uma vivência profunda em acolhimento, tolerância às diversidades e abertura ao encontro. E assim fomos, por três dias, treze almas buscando a conexão com os anjos na Biodança com Simone Noronha, na vivência conduzida por Maura Oliveira e na deliciosa dinâmica elaborada por Ana Paula Oliveira e Reginaldo Rosa – haja energia, para descobrir tantos anjos escondidos. Haja emoção nada contida, para conseguir ler tantas mensagens deixadas, com carinho, em cada envelope – todas elas, “mera coincidência”, chegando ao seu dono-destino de forma oportuna, dizendo aquilo que era necessário, no momento certo, para as perguntas que pairavam no ar.


Sim! Mais uma vez, treze foi um número mágico e transformador. Estamos vivenciando, todos os dias, essa certeza: de que podemos nos transformar e transformar o mundo para melhor. Com pequenas atitudes, posturas, encontros, atos e reflexões.

Desejamos, no entanto, que esse número possa se multiplicar. Treze vezes treze elevado a décima terceira potência. Em alcance numérico, em alcance geográfico, em alcance energético. Que cada um dos que passam todos os dias por nossas vidas sintam essa energia transformadora, essa pequena mas significativa centelha capaz de aquecer ao nosso redor.

Desejamos que você, que agora nos lê, e que não esteve conosco, fisicamente, seja invadido por esse sentimento bom que trazem os anjos a pedido de Deus. Que vocês, que lá estiveram, continuem sob a guarda dos anjos protetores e fortes, livres do mal, esforçando-se por trilhar os caminhos do bem, em direção à Fonte, realizando mais o que devemos do que o que queremos, sempre a serviço de Deus e do próximo.

Que assim seja, pois os anjos, em uníssono, já disseram “AMÉM”!

 


 


IV Celebrando – Celebrando a energia dos anjos

 

Celebrando a energia dos anjos

Desde as mais remotas culturas, os anjos povoam o imaginário humano.  Eles são citados na Bíblia e em outros livros sagrados. Sua interferência no cotidiano dos homens e das nações é admitida nas mais diversas crenças e até mesmo em registros históricos.  Guardiões, protetores, guias, auxiliares na busca do bem, emissários divinos.

Qual o papel dos anjos e sua influência na cultura humana? Como conectar-se com a energia angelical? Como trazer os exemplos de bondade, força e ternura, tão comuns nas citações sobre anjos, para o nosso cotidiano?

Em maio, nos dias 20, 21 e 22, a Rede Zenitude realizará a sua quarta edição do Retiro Vivencial e de Desenvolvimento Humano, o “Encontro Celebrando”. Nosso momento de celebrar a existência e o anseio de progresso físico, mental e espiritual dos seres e do Planeta. Em meio à beleza e serenidade da natureza, serão realizados estudos, reflexões e vivências sobre o tema “A Energia dos Anjos”. O tema será abordado sob um ponto de vista holístico, desvinculado de dogmas religiosos, respeitando-se a diversidade e promovendo a tolerância. Além das atividades relacionadas ao tema, desfrutaremos de bons momentos de alegria, lazer e alimentação saudáveis, práticas de relaxamento.

O número de vagas é limitado, para garantir o conforto, a integração e a qualidade das práticas, reflexões e vivências. Brevemente, divulgaremos o valor da contribuição – destinada unicamente a cobrir as despesas de estada e alimentação dos participantes.

Mais impressões sobre o III Encontro “Celebrando”- Novembro/2010

(Por Rita da Glória)

Queridos,
Não restam dúvidas que este último final de semana vai ficar na história dos zenitudianos que estiveram presentes no III Encontro Celebrando – A Energia da Música.

Meus pensamentos ainda agora continuam envolvidos pelo aconchego e ondas de bem-estar que me envolveram durante todo o Encontro… acredito que isto deve estar acontecendo com todos os participantes. Foi uma intensa renovação de energias e fortalecimento dos vínculos que, com certeza, unem os zenitudianos num compromisso de crescimento por meio da alegria, do conhecimento, da solidariedade, do amor, da humildade, do cuidado, da celebração, da saúde integral e das ações em rede.

Além de ótimas instalações e de natureza exuberante, o local proporcionou-nos um clima sem igual – sol e chuva quando necessários, na medida certa! Parece até que a natureza conspirava a nosso favor! Reginaldo e Ney esmeraram-se nos mínimos detalhes – desde a recepção de chegada, com as velinhas nos degraus e, acreditem, uma lua cheia no céu estrelado!

Foram momentos inesquecíveis, como quando Ney e Valéria se apresentaram, cantando, com uma música ao fundo e, quando me dei conta, percebi que era o Hino do Zenitude, G R A V A D O  por eles dois! Foi um sentimento sem igual – fiquei maravilhada com o resultado: a melodia completa num arranjo grandioso, digno do Zenitude! Foi lindo demais! 

São tantas lembranças que apenas menciono aqui algumas, como também a vivência da biodança, dirigida pela Simone, especialmente formulada para o Encontro. Aliás, fiquei sabendo lá que ela é uma das fundadoras do Zenitude.

Outra lembrança marcante foi de “rachar o bico”. Tudo começou quando o Ney sugeriu que durante o almoço de sábado somente falássemos cantando, já que o encontro tinha como pano de fundo a música. Não houve quem não chorasse de tanto rir das invenções musicais mirabolantes que por lá deram trela… Aí serve o destaque à pessoa da Eny que, para mim que não a conhecia, foi uma revelação sem igual, com participação nota dez! 

O momento-criança também não ficou para trás, quando todos fomos para a área da piscina, com poucos ficando de fora da água. Rolaram muitos risos e brincadeiras. Valendo lembrar a piscina infantil com a água quente pelo sol… sem igual!

Daniel, filho da Eny e Ricardo, menino de simpatia excepcional, tocando violino, já tarde da noite de sábado, também foi algo mágico, maravilhoso.

Reginaldo, conduzindo-nos tão humilde e sábiamente pelos caminhos das origens da música…

Ney e Reginaldo esmerando-se com o cardápio e ensinando à cozinheira, que só sabia fazer churrasco…

As músicas oferecidas por cada um ao grupo… extraordinárias!

As visitas aos quartos sorteados para cada um cuidar de um dos valores do Zenitude, onde o responsável esmerou-se para oferecer o melhor …

E os olhares, olhares, abraços, abraços, olhares, abraços, abraços, olhares, olhares…

Enfim, tentar relatar aqui cada detalhe deste Encontro, é como tentar pegar os raios do sol com as mãos – o que podemos sentir é apenas o calor deles! Penso que, nestas horas que passei em companhia dos Zenitudianos, foi uma trégua para o restabelecimento de minhas energias, em todos os sentidos!

Deixo aqui meus agradecimentos: primeiro, ao Ney e Reginaldo, pois se revelaram mais uma vez minuciosos e responsáveis com todo o Grupo, durante todo o tempo. Segundo, a cada um dos participantes, porque foram co-autores das muitas horas zenitudianas na  minha vida…

Abraços mil!

Em novembro, REDE ZENITUDE realiza retiro vivencial “Celebrando a Energia da Música”.

 

musicaHá evidências de que a música é conhecida e praticada desde a pré-História. Provavelmente, a observação dos sons da natureza tenha despertado no homem, através do sentido auditivo, a necessidade ou vontade de uma atividade que se baseasse na organização de sons. Embora nenhum critério científico permita estabelecer seu desenvolvimento de forma precisa, a história da música confunde-se com a própria história do desenvolvimento da inteligência e da cultura humana. Não é à toa que, nos aniversários, gostemos de celebrar com música!
Nos dias 19, 20 e 21 de novembro, a Rede Social Zenitude celebra o seu primeiro aniversário. Na ocasião, estaremos realizando o terceiro retiro vivencial “Celebrando”, com o tema “Celebrando a Energia da Música”. Uma abordagem da música em sua dimensão vibracional, transcendente, histórica e terapêutica. Teremos momentos de meditação, reflexão, aprendizado, apresentações musicais, caminhadas em contato com a natureza, oficinas, vivências para recompor a energia e promover o bem-estar físico, emocional e espiritual.

 

O local escolhido para o retiro é um sítio aconchegante e confortável no município de Esmeraldas, a 65 quilômetros de Belo Horizonte. Além de toda infra-estrutura de hospedagem, como suítes e piscina, o local possui uma área de 6 hectares, mata nativa com mais de 20 hectares, com muitas árvores, flores e frutos. Muita sombra e água fresca!  O local é servido por um ribeirão, um pequeno córrego e até uma cachoeira.

Durante os três dias do Encontro, os participantes não farão uso de álcool e a alimentação será vegetariana. Essas são marcas registradas dos eventos da Rede Social Zenitude, ao lado, claro, de muita energia positiva, alegria, carinho entre os participantes e um grande sentimento de amorosidade que compões a nossa “partitura” permanente!

Quem estiver interessado em participar do retiro vivencial “Celebrando a Energia da Música”, basta entrar em contato, através do email zenitude@zenitude.com.br ou pelos telefones: (31) 3421-8102 e (31) 8862-9400, para obter maiores informações. As vagas são limitadas e o critério para participação é a sinergia com os valores e missão da Rede, que podem ser lidos aqui.